Tag Archives: Lojas Renner

Recuperação econômica se perde na coleção de crises

A implantação da república, segundo diversos autores, foi orquestrada pelas elites econômica e militar, sem qualquer adesão popular. A derrubada da monarquia fez Aristides Lobo, republicano que viria a ser futuro ministro do governo provisório, cunhar a frase que entrou para a história: “o povo assistiu bestializado à proclamação da República”.

Tal como nossos conterrâneos em 1889, a população e as companhias estão atônitas frente as crises ética, institucional e fiscal que se desenvolve no interior do Estado. Embora a situação seja preocupante, o governo tenta passar otimismo com uma pauta voltada para a resolução do problema fiscal com a limitação dos gastos do governo nos próximos anos e a reforma da previdência. Apesar desse esforço, por que a recuperação das empresas não deve acontecer no médio prazo?

Continuar lendo

Como as varejistas têm se saído na crise?

Inflação alta, juros elevados, redução da renda disponível, PIB em queda e crescimento do desemprego. As variáveis macroeconômicas não têm contribuído para o bom desempenho das empresas ligadas ao varejo de moda. Apesar do cenário recessivo, algumas companhias têm obtido resultados satisfatórios. Analisei as ações de Arezzo  (ARZZ3), Grendene (GRND3), Lojas Renner (LREN3), Marisa (AMAR3), Guararapes (GUAR3) e Hering (HGTX3).

Continuar lendo

Análise das ações das varejistas de moda: modelo DuPont, P/L e outras métricas

Com o aquecimento do mercado acionário a partir de 2004, Hering, Marisa e Restoque passaram a fazer companhia às Lojas Renner e à Gurarapes, empresas de capital aberto desde 1967 e início da década de 70, respectivamente.

Em alguns setores econômicos, apenas uma variável possui papel de relevo no desempenho das ações. Por exemplo, no segmento de incorporação imobiliária, os juros básicos da economia assumem essa função enquanto no de mineração é o preço do minério de ferro. É lógico que outras variáveis são importantes, mas essas são decisivas para indicar a tendência do preço das ações das empresas do setor.

Contudo, no varejo de moda, a análise é mais complexa. Observando o múltiplo P/L (preço por lucro) das ações de Lojas Renner (LREN3), Marisa (AMAR3), Guararapes (GUAR3) e Hering (HGTX3), percebe-se que o nível do múltiplo negociado não responde apenas a uma variável. Analisei essas ações pelo método DuPont, crescimento do lucro passado e futuro, endividamento e liquidez diária. Cada papel responde de uma forma a essas variáveis. Foi possível observar duas distorções de preço após a análise: uma ação parece estar barata e outra cara.

Continuar lendo