Tag Archives: dividend yield

A estratégia “value investing” funciona no Brasil?

Mercados emergentes são caracterizados por demanda reprimida e concorrência pulverizada. Suas companhias são conhecidas, em regra, pelas histórias de crescimento.  Natural que os investidores busquem, nesses mercados, ações de empresas com potencial de crescimento seja por via orgânica ou consolidação do setor. Esses papéis possuem múltiplos altos e menor propensão a distribuir dividendos. A estratégia oposta, o ”value investing”, é apostar em ações com múltiplos baixos nos quais o preço da ação em relação ao valor contábil ou ao lucro por ação se encontra defasado. Mas será que o “value investing” funciona no Brasil, um mercado emergente?

Continuar lendo

Paulo Guedes e a isenção fiscal dos dividendos

No segundo semestre de 2004, a Telefônica – ainda apenas uma operadora de telefonia fixa, antes da consolidação com a Vivo – aumentou os dividendos distribuídos. Suas ações, que negociavam com desconto em relação às da Telemar (atual Oi) com base no múltiplo FV/Ebitda, se apreciaram. Na época, trabalhando como analista e “portfolio manager” na gestora do BankBoston, suspeitei que aquela valorização decorresse principalmente da elevação do retorno com dividendos (“dividend yield”). Mas não tinha como provar, pois poderia ser derivada de outras razões.

Carreguei essa dúvida por quase 15 anos. Minha dissertação do Mestrado em Economia do FGV/EPGE confirmou a minha suspeita: o “dividend yield” influencia o retorno das ações das empresas brasileiras. Por que isso ocorre? O fim da isenção fiscal dos dividendos estudada pelo ministro Paulo Guedes pode afetar o retorno das ações brasileiras?

O que realmente impacta o preço das ações?

Continuar lendo

Os maiores retornos com dividendos em 2015: surpresas na lista

A queda acentuada do preço de algumas ações, as incertezas regulatórias do setor elétrico e o ciclo operacional de algumas empresas foram responsáveis pelo surgimento de surpresas na lista dos 20 maiores retornos com dividendos (“dividend yield”) para 2015. Quem ainda acredita que basta aplicar em ações de elétricas para obter ganhos generosos com dividendos deve rever seus conceitos.

Continuar lendo

Os dividendos da Eletrobras

Nas últimas semanas, os maus resultados operacionais da Eletrobras sinalizaram para uma possível redução dos seus proventos, mesmo com os dividendos mínimos das ações preferenciais. O fato indica o cuidado que o investidor deve ter quando investe de olho apenas nos dividendos, bem como quando aplica em ações de estatais.

Continuar lendo

Como o mercado avalia a CPI da Petrobras?

Apesar da instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Congresso para avaliar irregularidades na Petrobras, as ações preferenciais da empresa (PETR4) apresentam valorização de cerca de 50% desde meados de março. Um observador desavisado consideraria esse comportamento contraditório, irracional. Mas por que os investidores, especialmente os institucionais, resolveram adquirir ações da empresa? Ou indo mais longe, o mercado tem avaliado corretamente as ações de estatais?

Continuar lendo