Cias adotam diferentes estratégias para crescer

Nos prospectos das operações de abertura de capital ou de ofertas subsequentes, as companhias informam como utilizarão os recursos arrecadados. Entre diversas alternativas – como redução do endividamento e fortalecimento do capital de giro -,  a resposta mais comum tem sido usá-los para promover a consolidação do setor de atuação por intermédio da aquisição de concorrentes ou de investimentos orgânicos. Após a compra das novas empresas, a adquirente pode utilizar duas estratégias: (i) manter a autonomia das adquiridas, inclusive com a continuação da administração anterior ou (ii) incorporá-las integralmente ao negócio com a extinção de suas personalidades. Há exemplos das duas estratégias no mercado brasileiro. Mas esse debate não é novo.

Confira esta matéria na íntegra no site Valor Econômico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.