Monthly Archives: janeiro 2013

Os tipos mais comuns de controle acionário das cias abertas

O capitalismo brasileiro se solidificou a partir de meados do século passado baseado no tripé: capital estatal, capital estrangeiro e capital privado nacional. Após tanto tempo e depois do boom de novas companhias que ingressaram no mercado acionário a partir de 2004, como se encontra o controle das empresas brasileiras? Quais mudanças podem ocorrer no médio prazo em decorrência dessa nova configuração do controle societário?

Continuar lendo

O custo de ser uma companhia aberta é relevante?

Uma das alegações utilizadas para explicar o baixo número de empresas listadas na bolsa de valores brasileira são as despesas necessárias para manter as companhias abertas, como publicidade legal, montagem do departamento  de relação com investidores (RI), elaboração de políticas de transparência na divulgação de informações etc. Esse custo é relevante?

Continuar lendo