Monthly Archives: novembro 2015

Como as varejistas têm se saído na crise?

Inflação alta, juros elevados, redução da renda disponível, PIB em queda e crescimento do desemprego. As variáveis macroeconômicas não têm contribuído para o bom desempenho das empresas ligadas ao varejo de moda. Apesar do cenário recessivo, algumas companhias têm obtido resultados satisfatórios. Analisei as ações de Arezzo  (ARZZ3), Grendene (GRND3), Lojas Renner (LREN3), Marisa (AMAR3), Guararapes (GUAR3) e Hering (HGTX3).

Continuar lendo

A política de dividendos da Vale é a melhor?

O setor de mineração vive um dilema. Como conciliar a queda da geração de caixa ocasionada pela retração da economia chinesa com a consequente queda do preço das commodities e o pagamento dos dividendos aos acionistas? As políticas de dividendos das companhias mineradoras são distintas. Enquanto a Vale distribui dividendos condicionados aos resultados financeiros, Rio Tinto e BHP Billiton mantêm uma política de dividendos “progressivos”, cujo provento por ação aumenta ao longo do tempo. Quem está com a razão?

Continuar lendo

O Ibovespa está barato?

O ambiente de negócios no Brasil encontra-se turbulento com as crises política, econômica, recessão, inflação alta e déficit fiscal. O cenário é perfeito para o investimento em ações sair do radar dos consultores econômicos. Ainda mais porque os juros encontram-se em patamares elevados: a taxa Selic está em 14,25 % ao ano. Embora não se possa dizer que a bolsa esteja uma pechincha, ela encontra-se em um ponto interessante de compra se observarmos algumas medidas. Contudo, o cenário interno pode continuar sabotando o Ibovespa.

Continuar lendo