Monthly Archives: abril 2012

Como ficaram os múltiplos do BTG após o IPO

Veja como ficaram os múltiplos P/VPA (preço por valor patrimonial por ação) e P/L 2012 (preço por lucro) do BTG após a emissão das units. As ações do banco negociarão com prêmio sobre seus principais concorrentes. Pela análise quantitativa as ações do Banco do Brasil merecem atenção. O desconto apresentado frente aos outros bancos parece exagerado mesmo levando-se em conta o risco político.

Continuar lendo

Acionista pessoa física, o maior abandonado

O terceiro álbum da banda carioca Barão Vermelho se chama “Maior Abandonado”. O refrão da canção diz: “Só um pouquinho de proteção ao maior abandonado”. Essa deve ser a súplica do pequeno acionista.  Como as corretoras veem o investidor neófito? Como o investidor pessoa física tem sido tratado em operações de abertura de capital (IPO, em inglês)? E a postura da Receita Federal em relação a aplicações em bolsa? A meta de cinco milhões de acionistas em 2018 pretendida pela BM&FBovespa é factível?

Confira esta publicação na íntegra no site Valor Econômico

Ações de BTG merecem negociar com prêmio sobre Itaú e Bradesco?

Na próxima semana, o mercado acionário brasileiro deverá receber mais uma opção de investimento no segmento bancário com a abertura de capital (IPO, sigla em inglês) do BTG Pactual. Considerando-se os preços sugeridos para as “units”, seus múltiplos – P/VPA (preço por valor patrimonial por ação) e P/L (preço por lucro) – devem apresentar prêmio sobre os gigantes Itaú e Bradesco. Faz sentido?

Continuar lendo