Monthly Archives: outubro 2011

O crescimento da economia é positivo para a bolsa?

O senso comum diz que sim, pois o incremento da atividade econômica impulsiona o lucro das empresas. Contudo, há estudos que falam o contrário.

O forte crescimento da economia tende a impulsionar o lucro das empresas. O raciocínio é o seguinte: a maior demanda agregada impulsiona as vendas das empresas, o que produz impacto positivo na receita e, por consequência, no lucro das companhias.

Continuar lendo

Entre ações ON e PN, o investidor deve escolher sempre as ON?

Com o fortalecimento do Novo Mercado, em que apenas companhias com capital formado por ações ordinárias (ON) são admitidas, as ações preferenciais (PN, sem direito a voto) perderam importância? Quais pontos devem ser observados para escolher em qual classe de ações investir? VALE3 ou VALE5? PETR3 ou PETR4? BBDC3 ou BBDC4? ITUB3 ou ITUB4?

Continuar lendo

A saga dos frigoríficos

Enquanto as ações dos frigoríficos apresentam fraco desempenho em 2011, as ações de Brasil Foods (BRF) têm robusta valorização. O que explica esse desempenho tão distinto? Quais as principais diferenças operacionais entre BRF e os frigoríficos?

Continuar lendo

Enquanto a trégua não vem

O título remete a um álbum da banda brasiliense Plebe Rude e ao romance “A trégua”, do escritor uruguaio Mario Benedetti. É a história de um viúvo cinquentenário, cuja rotina desinteressante só se modifica ao conhecer Laura. O mercado acionário continua aguardando a sua “Laura” – a decisão dos países europeus sobre as dívidas soberanas dos países europeus. Enquanto o acordo não é firmado, o comportamento da bolsa tende a continuar errático.

Continuar lendo